Bem-vindo!
 
Publicidade
Publicidade
O elenco de DENNIS, O PIMENTINHA e O PESTINHA
por Stephania Amaral

Esta edição da coluna E Aí, Meu Irmão, Cadê Você? desenterra do início dos anos noventa os dois moleques mais endiabrados das telas: Dennis, o Pimentinha e O Pestinha. O que aconteceu com o elenco desses dois clássicos infantis? 

Dennis, o Pimentinha

Dennis, o Pimentinha (1993) não foi a primeira adaptação dos quadrinhos de Hank Ketcham, que já tinham sido transformados em uma série de televisão em 1959, desenhos na década de 1980 e um filme para a TV sem muito sucesso em 1987 que foi estrelado por Victor DiMattia e William Windom (Fuga do Planeta dos Macacos).

Divulgação.O Sr. Wilson ficou perfeito na pele de Walter Matthau (1920–2000), inesquecível nas comédias Uma Loura Por um Milhão (1966) e Amigos, Amigos, Negócios à Parte (1981), de Billy Wilder.

Com menos de sete anos de idade, Mason Gamble foi selecionado entre 20.000 crianças (!) para representar o petulante Dennis. Desde então, fez Duro de Espiar (1996), com Leslie Nielsen, Gattaca - Experiência Genética (1997), Três é Demais (1998), de Wes Anderson, O Suspeito da Rua Arlington (1999), com Jeff Bridges, e seu trabalho mais recente: O Reino do Golfe (2010), com Malcolm McDowell. Gamble esteve ainda em episódios isolados nas séries Edição de Amanhã (1996), Plantão Médico (1997), Em Nome da Justiça (2005) e CSI: Miami (2006). Em paralelo à carreira não muito efusiva, ele se dedicou aos estudos, formou-se em odontologia pela UCLA e posteriormente tornou-se um biólogo marinho.

Divulgação.
Mason Gamble em Gattaca - Experiência Genética (1997) e O Reino do Golfe (2010)

Depois da estreia invejável em Um Estranho no Ninho (1975), de Milos Forman, Christopher Lloyd atuou ao lado de Jack Nicholson novamente em Com a Corda no Pescoço (1978) e O Destino Bate à sua Porta (1981), até aparecer em comédias como Os 7 Suspeitos (1985) e Uma Cilada Para Roger Rabbit (1988). Depois de ficar famoso com a trilogia De Volta para o Futuro (entre 1985 e 1990), Lloyd viveu o icônico Tio Chico em A Família Addams (1991). Atualmente esteve em Sin City: A Dama Fatal (2014)Um Milhão de Maneiras de Pegar na Pistola (2014), dublou um episódio de Os Simpsons e em breve será protagonista de The Boat Builder (2015).

Divulgação.

Lea Thompson, que estrelou a trilogia mais cultuada dos anos 80 ao lado de Lloyd e Michael J. Fox, apareceu também em Howard, o Super-Herói (1986), Alguém Muito Especial (1987), A Família Buscapé (1993) e Os Batutinhas (1994), os dois últimos de Penelope Spheeris. Também estrelou J. Edgar (2011), de Clint Eastwood, e episódios das séries Friends e Lei e Ordem, além de participar dos inéditos The Wrong Side of Right (2015) e Stars Are Already Dead (2016).

Conhecido por seus papéis coadjuvantes, o texano Robert Stanton fez Uma Equipe Muito Especial (1992), com Tom Hanks, Justiça Vermelha (1997), com Richard Gere, Striptease (1996), O Americano Tranqüilo (2002), e depois de Os Delírios de Consumo de Becky Bloom (2009), apareceu na série Orange Is the New Black (2013) e no inédito longa A História Verdadeira (2015), com James Franco.

Após encarnar Margaret Wade em Dennis, o Pimentinha, Amy Sakasitz fez apenas Caminho de Pedras (1993), com Kathy Bates, Mad Love (1995), com Drew Barrymore, e a comédia Uma Família Quase Perfeita (1996), com Jamie Lee Curtis.

Divulgação.

Divulgação.
A Sra. Martha, interpretada por Joan Plowright, de 101 Dálmatas (1996), aposentou-se por perda de visão após o terror Knife Edge (2009)

O Pestinha 1 e 2

Durante as filmagens de O Pestinha (1990) e da continuação O Pestinha 2 (1991), a mãe de Michael Oliver (Junior) foi processada pela Universal Pictures por pedir um cachê superior ao combinado. O ator revelou que, por ser tão jovem, mal sabia o que estava fazendo nas gravações, algo que pode ter se repetido em Dillinger and Capone (1995), filme com Martin Sheen e F. Murray Abraham que encerrou sua carreira cinematográfica. E só muito tempo depois tivemos notícias rasas sobre ele, mencionado entre os roadies da banda The Samples e descrito como “técnico de bateria, montador de palco, mago da computação, insanamente inteligente, foi uma criança problema duas vezes...”.

Divulgação.

Ivyann Schwan teve uma carreira como atriz tão curta quanto a de Oliver. Ela iniciou sua trajetória em comerciais e estreou no cinema com Steve Martin na comédia O Tiro Que Não Saiu Pela Culatra (1989) antes de encarnar a diabinha Trixie Young em O Pestinha 2. Logo depois, atuou na temporada única de Parenthood (1990-1991) e apareceu em um episódio de Bill Nye the Science Guy em 1993. Mais velha, Schwan tornou-se cantora, formou o grupo Ivyann Sugar & The Spice e lançou o CD solo "Daisies" em 1998. Durante uma reunião do elenco de Parenthood em 2012, disse que agora tem “um pequeno correndo pela casa”.

Divulgação.

Amy Yasbeck (a Flo de O Pestinha e a Annie Young de O Pestinha 2) pode ser vista em Uma Linda Mulher (1990), O Máskara (1994), A Louca! Louca História de Robin Hood (1993), Feriados em Família (1995), de Jodie Foster, e em Drácula - Morto Mas Feliz (1995), comédia de Leslie Nielsen. Pouco antes de se casar John Ritter (o pai de Junior nos filmes), Yasbeck contracenou com o parceiro novamente no longa para televisão Sociedade dos Maridos Mortos (1998). Desde Little Women, Big Cars (2012), Amy fez algumas pontas em séries como Bones (2013) e a recente Workaholics (2015).

Divulgação.

John Ritter (1948–2003), o Ben Healy, realizou a maioria de seus trabalhos na TV, entre eles a série de guerra M*A*S*H (1972–1983), It: Uma Obra Prima do Medo (1990), Lei e Ordem: Unidade de Vítimas Especiais (2002) e Felicity (2000-2002). Nas telas de cinema tem poucos destaques como No Mundo do Cinema (1976), de Peter Bogdanovich, Na Corda Bamba (1996), de Billy Bob Thornton, A Noiva de Chucky (1998) e Papai Noel às Avessas (2003).

Jack Warden (1920–2006), o Big Ben, marcou presença em 12 Homens e uma Sentença (1957), de Sidney Lumet, Todos os Homens do Presidente (1976), com Dustin Hoffman, Muito Além do Jardim (1979), de Hal Ashby, Justiça Para Todos (1979), com Al Pacino, Poderosa Afrodite (1995), de Woody Allen, e até em O Pestinha 3 (1995), uma continuação para TV sem muito sucesso, além de Carros Usados (1980), de Robert Zemeckis.

Divulgação.

Michael Richards, o prisioneiro que sequestra Junior, ficou mais conhecido como o lendário Kramer da série Seinfeld (1990-1998), mas também atuou em filmes como Transilvânia - Hotel do Outro Lado do Mundo (1985), com Jeff Goldblum, Os Cabeça-de-Vento (1994), com Adam Sandler, Meus Tios Heróis (1995), com John Turturro, e Advogado por Engano (1997), com Jeff Daniels, além das séries Curb Your Enthusiasm e Kirstie.

Gilbert Gottfried, o Mr. Peabody, participou de Loucademia de Medicina (1985), Um Tira da Pesada II (1987), Olha Quem Está Falando Também (1990) e Um Milhão de Maneiras de Pegar na Pistola (2014), e também fez carreira como dublador de animações como Aladdin (emprestando sua voz para o papagaio Iago), Clerks, Os Padrinhos Mágicos, As Tartarugas Ninja e a inédita Animal Crackers (2016), com Emily Blunt.

O elenco de O Pestinha 1 e 2 se reuniu em 2012 em uma sessão de fotos para ajudar a divulgar a Fundação John Ritter, criada pela viúva Amy Yasbeck em 2003, quando Ritter faleceu precocemente por uma dissecção aórtica. O objetivo é apoiar os familiares de vítimas da doença e ajudar em pesquisas e na prevenção de outras ocorrências trágicas.

Divulgação.

O elenco da trilogia MAD MAX
por Stephania Amaral

A franquia Mad Max, de George Miller, começou modestamente e com baixo orçamento na Austrália, até virar um sucesso de público nos anos 80. Descubra nesta coluna quem ficou perdido ao longo dos anos e quem retornou da estrada da fúria...

Mad Max (1979)

Aos vinte e poucos anos e todo machucado após uma briga de bar, o então desconhecido Mel Gibson (Max) foi acompanhar Steve Bisley (Jim Goose) na audição do filme e acabou sendo chamado para um teste pela equipe, justamente por seu aspecto insano. Após completar Mad Max, sua próxima trilogia de sucesso foi Máquina Mortífera, enquanto nos intervalos fazia Gallipoli (1981), Rebelião em Alto Mar (1984) e Hamlet (1990). Dirigiu O Homem Sem Face (1993), no qual atuou, assim como o vencedor do Oscar Coração Valente (1995). Outros marcos em sua filmografia são Teoria da Conspiração (1997), O Troco (1999), O Patriota (2000), Fomos Heróis (2002), Sinais (2002), Machete Mata (2013), e o recente Os Mercenários 3 (2014). Gibson também se dedicou à direção em A Paixão de Cristo (2004) e Apocalypto (2006) e vai trabalhar com Andrew Garfield no inédito drama Hacksaw Ridge (2016). O ator deu a benção para o Max versão 2015 interpretado por Tom Hardy, que certamente não o decepcionou.

Divulgação.

Hugh Keays-Byrne (Toecutter / Immortan Joe) trabalhou com Herzog em Onde Sonham as Formigas Verdes (1984), que também conta com outros dois atores da franquia: Bruce Spence (The Gyro Captain / Jedediah the Pilot) e Max Fairchild (Benno / Juggers). Keays-Byrne também fez Kangaroo (1987) e Moby Dick (1998), entre outras séries, e mais tarde o longa Beleza Adormecida (2011), além de ter tido uma carreira paralela nos palcos. Quase quarenta anos depois do primeiro filme, ele ressuscitou em Mad Max: Estrada da Fúria (2015).

Divulgação.

Como diretor, Keays-Byrne convidou para atuar em seu Resistence (1994) os parceiros de gangue Tim Burns (Johnny the Boy) – que chegou a ficar de castigo no set depois de irritar os companheiros de elenco – e David Bracks (Mudguts) – que também aparece ao lado de Keays-Byrne na série The Outsiders (1976). Burns e Bracks aparentemente pararam de aloprar nos anos 90, pois estão desaparecidos das telas de cinema desde então.

Divulgação.

Steve Bisley (Jim Goose) esteve em filmes como O Último Verão, a estreia de Mel Gibson no cinema; Um Amor no Fim do Mundo (1992), do diretor xará de George Miller; Busca Sangrenta (2010), de Patrick Hughes, e O Grande Gatsby (2013), de Baz Luhrmann, além de, claro, aparições em muitas séries de TV como Police Rescue (1989–1996), Water Rats (1996–2001) e a atual Plonk (2014). 

Roger Ward (Fifi) teve um papel menor em O Grande Motim (1962), com Marlon Brando, e participou das comédias O Jovem Einstein (1988) e Diamante Bruto (1995), o terror Isolados (2008) e mais recentemente os títulos australianos Turkey Shoot (2014), além de Observance (2015) e Boar (2016), em fase de produção.

Divulgação.Joanne Samuel (Jessie) não foi a primeira opção de George Miller para o papel, mas substituiu a atriz escalada para a esposa de Max após ela sofrer um acidente de moto dias antes. Além dos papéis na TV, Joanne fez o suspense Geada na Madrugada (1982), a ação Watch the Shadows Dance (1987), com Nicole Kidman antes da fama, além de um episódio da série All Saints (2001). Após um longo hiato, apareceu como enfermeira na recente série Rake (2014). 

Mad Max foi o único filme de Brendan Heath (Sprog, o bebê que é filho de Max) e não é possível saber o que Paul Johnstone (Cundalini) faz desde a década de 90 depois dele ter dublado algumas animações. Geoff Parry (Bubba Zanetti) estrelou Gallipoli (1981), com Gibson, e Bertrand Cadart (Clunk) seguiu carreira militar, tornando-se major na Austrália. Conhecido como “Le Frog”, Catard exibe orgulhoso sua coleção de sapos.

Divulgação.

Parte do elenco de Mad Max se reuniu em 2010 para relembrar a participação no filme

Mad Max 2: A Caçada Continua (1981)

Bruce Spence (The Gyro Captain / Jedediah the Pilot) passou por comédias esquecidas como Meu Querido Golpista (1991) e outras bem lembradas como Ace Ventura 2 - Um Maluco na África (1995). 2003 foi um grande ano para ele: fez Matrix Revolutions, dublou Procurando Nemo e apareceu como "A Boca de Sauron" na versão estendida de O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei. Mais tarde fez Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith (2005) e Austrália (2008), e estará também no inédito Deuses do Egito (2016), de Alex Proyas, que o dirigiu em Cidade das Sombras (1998).

No currículo de Vernon Wells (Wez) há títulos como Mulher Nota Mil (1985), Comando Para Matar (1985), Viagem Insólita (1987), Assassinato em Hollywood (1988) e a série MacGyver - Profissão: Perigo, ainda nos anos 1980. Por volta de 2000, interpretou o vilão Ransik na série Power Rangers Time Force e em vários filmes lançados em VHS. Em 2003, participou da animação/live-action Looney Tunes: De Volta à Ação. Wells agora aposta na direção em The Promise (2015) e está creditado em The Sector (2015) e títulos como Cowboys vs Dinosaurs (2015) e Timber the Treasure Dog (2015), filme que terá um cachorro falante. 

Divulgação.

Restrito a produções televisivas, Michael Preston (Pappagallo) fez pontas em Teatro dos Contos de Fada (1984), Esquadrão Classe A (1985), Highlander (1995), Lei & Ordem (1998) e sumiu de vez depois de dublar o jogo The Getaway em 2002. Kjell Nilsson (The Humungus) parou de atuar nos anos 80 depois de Romance Pirata (1982), The Edge of Power (1987) e pequenos trabalhos na TV. Segundo notícias de 2008, ele trabalha para uma companhia de software australiana. O garoto selvagem Emil Minty (The Feral Kid) também não seguiu adiante como ator, tendo feito apenas alguns curtas e comerciais antes de passar a administrar uma joalheria de sucesso em Sydney.

Divulgação.

Virginia Hey (Warrior Woman) esteve nas séries Mussolini: The Untold Story (1985), Neighbours (1986) e Mission: Impossible (1988), além de estrelar 007 Marcado para a Morte (1987), com Timothy Dalton. Ela fez ainda produções trash como Alien Armageddon (2011) e está na minissérie inédita Kosmos (2015).

O cão, fiel companheiro de Max, foi salvo da eutanásia em um canil local e respondeu bem ao treinamento para o filme. Além de usar tampões de ouvido especiais contra o barulho dos motores, Dog foi adotado por um dos operadores de câmera ao final das filmagens.

Divulgação.

Mad Max – Além da Cúpula do Trovão (1985)

Tina Turner (Aunty Entity, a “Tiazinha”) quase dispensa apresentações. De diva soul à “rainha do rock”, sua conturbada biografia pode ser conferida em Tina (1993), com Angela Bassett e Laurence Fishburne. Apesar de ela ter se afastado dos palcos após o auge da carreira no final dos anos 90, acompanhou Beyoncé em apresentação no Grammy 2008. No cinema, esteve ainda no musical Tommy (1975), em Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (1978) e em O Último Grande Herói (1993). Hoje vive na Suiça com o marido, o produtor musical Erwin Bach.

Divulgação.

Frank Thring (The Collector) fez algumas peças de teatro e papéis históricos e refinados ao lado de grandes nomes, como Kirk Douglas em Vikings, Os Conquistadores (1958) e Charlton Heston em Ben-Hur (1959). Ele também participou de O Rei dos Reis (1961), filme de Nicholas Ray sobre a vida de Jesus Cristo, A Idade da Reflexão (1969), com James Mason, e A Forca Será Tua Recompensa (1970), com Mick Jagger. Um ano antes de seu falecimento, deu voz a Zeus em O Retorno de Hércules (1993). 

Descoberto pelo ator John Barrymore (O Médico e o Monstro), Angelo Rossitto (The Master) estreou em Amor de Boêmio (1927), e depois de uma infinidade de pontas chamando atenção, ganhou mais fama no clássico Monstros (1932), de Tod Browning, seguido por O Sinal da Cruz (1932), de Cecil B. DeMille – do diretor, faria ainda Sansão e Dalila (1949) e O Maior Espetáculo da Terra (1952). Bela Lugosi considerava a presença de Rossitto uma propaganda bizarra e atrativa para seus filmes de horror como Raptor de Noivas (1942) e Morto de Medo (1947).

Na década de 1940, Rossitto fez ainda o noir Condenado à Morte (1940), com Boris Karloff, e A Mulher que não Sabia Amar (1944), com Ginger Rogers e Ray Milland. Quase sempre não creditado, mantinha uma banca de jornais pra ajudar a pagar as contas. Outros títulos importantes foram Dama por Um Dia (1961), de Frank Capra, Viagem ao Mundo da Alucinação (1967), com Peter Fonda, e a dublagem da animação O Senhor dos Anéis (1978). Com Vincent Price trabalhou em O Barão Aventureiro (1950), Vício que Mata (1962) e no seu último longa, Do Sussurro ao Grito (1987), depois do qual faleceu em 1991 por complicações cirúrgicas. Seu “complemento”, Paul Larsson (The Blaster), havia atuado em Viagens Alucinantes e Seqüestro do Presidente, ambos em 1980, mas parou de trabalhar depois de Mad Max.

Divulgação.

A carreira de Angry Anderson (Ironbar) terminou literalmente em pizza... O amigo australiano Paul Fenech o chamou para os redundantes Fat Pizza (2003), a série Pizza (2001-2005), Housos (2011), Housos vs. Authority (2012) e Fat Pizza vs. Housos (2014). Robert Grubb (Pig Killer) esteve em Gallipoli (1981), com Mel Gibson, Um Canto de Esperança (1997), com Glenn Close, e em muitas séries a partir dos anos 2000, sendo a mais recente Reef Doctors (2013). Adam Cockburn (Jedediah Jr.) não passou de um ator mirim com poucos filmes como Starship (1984) e The Girl from Tomorrow (1992) na TV, enquanto Helen Buday (Savannah Nix) chegou a protagonizar o suspense A Vingança de Alexandra (2003).

Divulgação.

Depois de revisitar os primeiros longas da franquia Mad Max aqui e em nosso Podcast, não deixe de conferir nos cinemas a nova proeza de George Miller:

« Posts anteriores

Últimas Atualizações

Variedades

    Publicidade

    Agora!