Bem-vindo!
 
Publicidade
Publicidade
DHEEPAN leva a Palma de Ouro no Festival de Cannes
24/05/15 - 19h16
por Antônio Tinôco

Divulgação.

A 68ª edição do Festival de Cannes terminou neste domingo (24/05) com o anúncio da lista de vencedores.

O prêmio principal, a Palma de Ouro, foi dado a Dheepan (foto acima), novo filme do cineasta francês Jacques Audiard (O Profeta). Na história, Dheepan luta pelos Tigres do Tâmil durante a Guerra Civil do Sri Lanka, mas quando percebe que seu grupo vai perder, decide viajar com duas estranhas - uma mulher e uma garota - com a esperança de que elas tornem mais fácil o pedido de asilo na França. Lá, ele consegue um emprego de zelador em um bloco de habitação degradado, mas a violência diária nos subúrbios o obriga a confrontar suas feridas de guerra.

O vencedor do Grande Prêmio do Júri foi Saul fia, do húngaro László Nemes, que já havia recebido o Prêmio da Fipresci (Federação Internacional de Críticos de Cinema). Hsiao-hsien Hou ganhou o Prêmio de Direção com The Assassin e Michel Franco venceu pelo roteiro de Chronic, estrelado pelo ator Tim Roth. Já The Lobster, do diretor grego Yorgos Lanthimos, recebeu o Prêmio do Júri.

Além disso, Vincent Lindon foi premiado como Melhor Ator por The Measure of a Man, e duas atrizes foram reconhecidas pelo júri: Rooney Mara, pelo romance Carol, e Emmanuelle Bercot, por Mon roi.

O Festival de Cannes deste ano contou com os irmãos Joel e Ethan Coen como presidentes de um júri formado por Jake Gyllenhaal, Rossy de Palma, Sophie Marceau, Sienna Miller, Rokia Traoré, Guillermo Del Toro e Xavier Dolan. Veja abaixo a lista de premiados:

68º FESTIVAL DE CANNES

Palma de Ouro: Dheepan, de Jacques Audiard
Grande Prêmio do Júri: Saul fia, de László Nemes
Prêmio do Júri: The Lobster, de Yorgos Lanthimos
Prêmio de Direção: Hsiao-hsien Hou, por The Assassin
Prêmio de Roteiro: Michel Franco, por Chronic
Prêmio de Melhor Ator: Vincent Lindon, por The Measure of a Man
Prêmio de Melhor Atriz: Rooney Mara, por Carol, e Emmanuelle Bercot, por Mon roi
Câmera de Ouro: La Tierra y la Sombra, de César Augusto Acevedo
Prêmio de Melhor Curta: Waves ’98, de Ely Dagher
Prêmio da Fipresci: Saul fia, de László Nemes
Prêmio do Júri Ecumênico: Mia madre, de Nanni Moretti
     Menções honrosas: The Measure of a Man, de Stéphane Brizé, e Taklub, de Brillante Mendoza
Palma de Ouro Honorária: Agnès Varda

MOSTRA UM CERTO OLHAR

Prêmio Um Certo Olhar: Rams, de Grímur Hákonarson
Prêmio do Júri: The High Sun, de Dalibor Matanic
Prêmio da Fipresci: Masaan, de Neeraj Ghaywan
Prêmio de Direção: Journey to the Shore, de Kiyoshi Kurosawa
Prêmio Especial Um Certo Talento: The Treasure, de Corneliu Porumboiu
Prêmio Especial para Futuros Promissores: Nahid, de Ida Panahandeh, e Masaan, de Neeraj Ghaywan

SEMANA DA CRÍTICA

Grande Prêmio Nespresso:
La Patota, de Santiago Mitre
Prêmio SACD: La Tierra y la Sombra, de César Augusto Acevedo
Prêmio da Fipresci: La Patota, de Santiago Mitre
Prêmio Visionário France 4: La Tierra y la Sombra, de César Augusto Acevedo
Garantia de Distribuição da Fundação Gan: The Wakhan Front, de Clément Cogitore
Prêmio Descoberta para Curta-Metragem: Varicella, de Fulvio Risuleo
Prêmio Canal+ para Curta-Metragem: Ramona, de Andrei Cretulescu

QUINZENA DOS REALIZADORES

Art Cinema Award: Embrace of the Serpent, de Ciro Guerra
SACD Prize: My Golden Days, de Arnaud Desplechin
Europa Cinemas Label: Mustang, de Deniz Gamze Erguven
Illy Award: Rate Me, de Fyzal Boulifa

Coment�rios

comments powered by Disqus
Publicidade

Redes Sociais

Últimas Atualizações

Variedades

    Publicidade

    Agora!