Bem-vindo!
 
Publicidade
Publicidade
23/06/15 - 14h40
por Antônio Tinôco

O compositor James Horner morreu ontem (22/06), aos 61 anos de idade, em um acidente de avião na Califórnia (EUA).

A carreira do profissional que aparece creditado em mais de 150 produções começou na década de 1970 com The Watcher (1978). Ele trabalhou em A Mão (1981), de Oliver Stone, Jornada nas Estrelas II - A Ira de Khan (1982), de Nicholas Meyer, 48 Horas (1982), de Walter Hill, e Cocoon (1985), de Ron Howard, cineasta de quem foi parceiro em mais seis filmes: Willow - Na Terra da Magia (1988), Apollo 13 - Do Desastre ao Triunfo (1995), O Preço de Um Resgate (1996), O Grinch (2000), Uma Mente Brilhante (2001) e Desaparecidas (2003).

No Oscar, recebeu indicações da Academia por Apollo 13 e Uma Mente Brilhante, além de Aliens, O Resgate (1986), Fievel - Um Conto Americano (1986), Campo dos Sonhos (1989), Coração Valente (1995), Casa de Areia e Névoa (2003) e Avatar (2009). Em 1998, Horner conquistou as estatuetas de Melhor Trilha Sonora e Melhor Música (“My Heart Will Go On”) por Titanic (1997).

Outras produções do compositor aparecem em Jade (1995), Jumanji (1995), Tróia (2004), O Novo Mundo (2005) e Apocalypto (2006). Seus últimos trabalhos foram em Southpaw, em que Jake Gyllenhaal vive um boxeador, e The 33, drama sobre os mineiros que ficaram soterrados no Chile.

Relembre abaixo algumas das principais obras de Horner:

Coment�rios

comments powered by Disqus
Publicidade

Redes Sociais

Últimas Atualizações

Variedades

    Publicidade

    Agora!