Bem-vindo!
 
Publicidade
Publicidade
Marte Ataca!
(Mars Attacks!)
106 min - Ação - 1996 (Estados Unidos)
Data de Estreia no Brasil: 17/07/2001
Alienígenas decidem invadir a terra e transformá-la em um parque de diversões.
 

Crítica

por Pablo Villaça

Dirigido por Tim Burton. Com Jack Nicholson, Annette Benning, Michael J. Fox, Pierce Brosnan, Sarah Jessica Parker, Glenn Close, Rod Steiger, Martin Short, Danny De Vito, Natalie Portman.

Desde Inferno na Torre não morria tanto astro de primeira grandeza em um único filme. Agora, Robert Wagner e Richard Chamberlain são substituídos por Jack Nicholson e Rod Steiger. Mas o princípio é o mesmo.

Marte Ataca! começa quando um técnico da NASA capta sinais alienígenas vindos do espaço e avisa o Presidente dos Estados Unidos (Nicholson). Uma `foto` tirada por satélite não deixa dúvidas: há uma frota imensa de discos voadores avançando imperiosamente na direção da Terra. Imediatamente o Presidente encomenda um caloroso discurso ao seu assessor de Imprensa (Short) e comunica a novidade para a população estarrecida.

Enquanto os chefes militares discutem entre si sobre o que fazer quanto à `visita` (um deseja a guerra, outro nunca tem opinião formada), o Professor Donald Kessler (Brosnan), consultor científico do Presidente, declara ter certeza de que os aliens têm fins pacifistas. `Um povo tão evoluído não pode ser violento. Se alguém aqui tem que ter medo, são eles. Eles, sim, devem nos temer.`, diz, enfático. E, assim, uma grande recepção é planejada para os visitantes.

Algo, porém, sai errado (aliás, esta é uma das - poucas - cenas mais engraçadas do filme), e os marcianos carbonizam a pombinha da paz libertada por um dos espectadores deste `encontro imediato`. A partir de então, os alienígenas passam a atacar e a exterminar impiedosamente os anfitriões. Os terráqueos, liderados pelo Presidente norte-americano, passam a organizar um contra-ataque.

Alguém disse Independence Day? Pois o roteiro de Jonathan Gems foi escrito antes que ID4 fosse realizado. O sombrio diretor de Batman e Edward Mãos-de-Tesoura adorou a história concebida por Gems, que se inspirou em uma coleção de figurinhas publicada pela Topps na década de 50.

Marte Ataca! foi criado para ser uma paródia, uma homenagem bem-humorada aos filmes de ficção científica classe Z das décadas de 50 e 60, dos quais um dos mais famosos representantes foi Plan Nine From Outer Space, de Edward D. Wood Jr., o Ed Wood - o pior cineasta de todos os tempos.

Não foi coincidência, portanto, o fato de Ed Wood ter sido o último trabalho de Tim Burton antes de Marte Ataca!. O diretor parece ter ficado fascinado pelo universo criado por Wood, e provavelmente o trabalho deste exerceu grande influência em Burton. Não é à toa que a frota marciana se parece tanto com aqueles disquinhos voadores tão comuns nos antigos (e baratos) filmes de ficção. Aliás, a direção de arte de Marte... é fabulosa. Os próprios marcianos são verdadeiras obras-de-arte da animação em computador. Os efeitos especiais são de primeira. Pode-se ver facilmente onde foram parar os 70 milhões de dólares gastos na realização do filme.

Mas isto é tudo. Marte Ataca! é apenas um filme caro. Não funciona como homenagem, e muito menos como comédia. Aliás, um diretor sabe que seu filme está em apuros quando o espectador fica procurando cenas engraçadas para conseguir rir - e não encontra. Eu, pessoalmente, cheguei a ir mais longe: fiquei gratificado quando ouvi que havia uma senhora na platéia rindo às gargalhadas. Pena que era apenas uma.

O problema é que Burton escolheu o material errado para usar como objeto de sátira. Como parodiar algo que já não se levava muito a sério originalmente? É como se alguém resolvesse fazer uma sátira da série Corra Que a Polícia Vem Aí! - você já riu do original, não precisa rir mais. Talvez seja apenas o tipo de humor americano, não sei. Confesso que não vejo graça alguma em ver o Presidente americano fazer cara de nojo e dizer `Yuck!` quando vê um marciano. Talvez o problema seja comigo. Talvez com Burton. Talvez com o Presidente.

O fato é que Marte Ataca! é um filme de uma piada só. É engraçado ver os marcianos dizerem `Viemos em paz!` enquanto transformam os terráqueos em esqueletinhos vermelhos ou verdes. Mas na segunda vez que isso acontece a graça diminui. Na terceira, desaparece. Na quarta, estamos implorando para que os alienígenas acabem com aquilo logo de uma vez e dominem o mundo.

Quanto às interpretações, nem os cômicos Martin Short e Danny De Vito conseguem extrair graça de seus diálogos. O destaque, aliás, fica para (surpresa!) Pierce Brosnan e para (já era de se esperar) Rod Steiger - provavelmente os únicos que realmente conseguem fazer rir neste filme cujo humor talvez agrade. Em Marte.
``

28 de Fevereiro de 1997

Comentários

comments powered by Disqus
Publicidade

Redes Sociais

Filmes Relacionados

Variedades

    Publicidade

    Agora!